Áfricas - A NOSSA agência de noticia preta

Terça-feira, 25 de Junho de 2024

Movimento negro

Conselheira 101, em colaboração com a UCLA Anderson Executive Education, amplia conhecimento de mulheres negras em Conselhos Administrativos

Repórter JB
Por Repórter JB
/ 164 acessos
Conselheira 101, em colaboração com a UCLA Anderson Executive Education, amplia conhecimento de mulheres negras em Conselhos Administrativos
Freepik
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

BAIXE agora o APP Áfricas  [ CLIQUE  AQUI ]
Siga nosso NOVO CANAL no WhatsApp 
Siga-nos no Instagram

São Paulo, novembro de 2023 - Com o objetivo de ampliar o conhecimento de mulheres negras e indígenas em cadeiras de conselhos administrativos, o Conselheira 101 atuará como colaboradora do programa ‘C101 - Women in Governance’, da Universidade da Califórnia (UCLA Anderson School of Management), nos Estados Unidos. A formação internacional e de impacto busca desenvolver habilidades, competências e perspectivas necessárias para uma liderança feminina transformadora.

O programa imersivo, que iniciará em março de 2024, apresentará ao longo dos cinco dias conteúdos sobre funções e responsabilidades dos conselhos administrativos; capacidades de persuasão e influência para ser um membro efetivo da direção e estratégias individualizadas para a construção de redes e conexões. Ao final do curso haverá a cerimônia de entrega dos certificados. Ao total, cerca de 40 executivas do Conselheira 101 serão contempladas com um investimento de US$ 6.500,00. 

“A colaboração com o programa  ‘Women in Governance’ representa um grande passo para nós, com certeza, será um período de muito aprendizado e networking com pessoas de outros países. Vimos o interesse do tema de governança crescer na comunidade negra e indígena, mas a jornada de inclusão ainda é muito longa. Vale ressaltar que o Consulado dos Estados Unidos em São Paulo foi essencial para a consolidação desta ação com a UCLA”, comenta Elisângela Almeida, cofundadora do Conselheira 101. 

Publicidade

Leia Também:

O relatório ‘Panorama Mulheres 2023’, realizado pelo Talenses Group e Insper, revela que no Brasil as mulheres representam 21% em conselhos administrativos e 17% em cargos de presidente. Desde o primeiro ano da pesquisa, em 2017, houve um aumento nesse percentual, que era de 10% nos conselhos e 8% como CEOs. Com o recorte racial, essa representatividade reduz ainda mais, segundo o Instituto Ethos, apenas 4,2% dos conselhos administrativos das empresas é composto por mulheres negras.

Desde o início do Conselheira 101, em 2020,  o programa já impactou 105 executivas negras e indígenas, sendo que 47% das participantes conquistaram posições em conselhos e também comitês de assessoramento. Além disso, 50% tiveram, também, relevantes movimentações na carreira executiva. O projeto, sem fins lucrativos, tem o apoio do  Consulado dos Estados Unidos, KPMG, Women Corporate Directors Foundation (WCD), B3, Oliver Press, Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC) e Harpy Eagle.

Sobre o Conselheira 101 

O Conselheira 101 é um programa sem fins lucrativos, que tem por objetivo ampliar o conhecimento de lideranças femininas negras sobre o papel dos Conselhos de Administração e incentivar o networking das participantes com a comunidade de  governança corporativa. Idealizada por um coletivo de mulheres, a iniciativa surgiu de reflexões de diferentes grupos sobre os mesmos temas: como tornar os Conselhos de Administração mais diversos sob a perspectiva étnico-racial e como dar visibilidade a mulheres negras e indígenas que já possuem as qualificações necessárias para ocupar assentos nos Boards.

Comentários:
Repórter JB

Publicado por:

Repórter JB

Colaborador(a)

Saiba Mais