Áfricas - A NOSSA agência de noticia preta

Terça-feira, 25 de Junho de 2024

Quilombo

Descubra a História e Sabores do Quilombo de Bongaba em Magé

Redação .
Por Redação .
/ 34 acessos
Descubra a História e Sabores do Quilombo de Bongaba em Magé
Alexandre Cassiano
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

BAIXE agora o APP Áfricas  [ CLIQUE  AQUI ]
Siga nosso NOVO CANAL no WhatsApp 
Siga-nos no Instagram

Quilombo de Bongaba Oferece Experiência Cultural e Gastronômica

Para quem deseja fugir do óbvio e experimentar uma gastronomia diferenciada, temperada com muita ancestralidade, a dica em Magé é visitar o Quilombo de Bongaba, localizado no 6º distrito do município. Este espaço, um símbolo da resistência negra, oferece diversas opções da culinária quilombola.

Visitas e Agendamentos

A filosofia do lugar é preservar o espaço rural para manter a ideia de pertencimento. Por isso, tudo que se consome lá é cultivado ou criado no próprio quintal. Para viver essa experiência, é necessário agendar a visita com antecedência pelo Instagram @quilombo_bongaba.

O local recebe grupos a partir de cinco pessoas, sem limite máximo. O espaço já abrigou 300 convidados de um casamento e aceita reservas para comemorações, também agendadas antecipadamente.

Publicidade

Leia Também:

Gastronomia Quilombola

O café da manhã, com bolinho de chuva, caldo de cana e sucos naturais, tem preço inicial de R$ 30. Entre os pratos oferecidos está o akarajé das Iyas, preparado com ingredientes tradicionais (feijão fradinho, azeite de dendê, camarão) e reverenciando o sagrado.

O cardápio inclui ainda abará, nego bom (releitura do bolinho de feijoada), ouriço (bolo de arroz com queijo), balaio de axé (bolinho de massa recheada) e vários pratos de inspiração quilombola, como galinhada e guisado de carne do sertão. Todos os ingredientes são produzidos no próprio quilombo.

História e Cultura

A experiência gastronômica pode ser complementada com um passeio pelo território, onde é possível conhecer a história do lugar. O quilombo nasceu dentro de um terreiro de candomblé, o Ilé Àsé Ògún Alàkòró, que significa Casa do Orixá Ogum Alakorô.

O espaço, com mais de 300 metros quadrados, é cercado por árvores nativas e promove atividades socioculturais. No local, funciona um pré-vestibular social que já ajudou vários jovens a entrar em universidades públicas e particulares.

Atividades Culturais

O quilombo promove rodas de conversa e diversas atividades de origem africana, como jongo, capoeira e dança de roda. Investe também na moda e no artesanato ancestrais.

— É uma forma de as pessoas conhecerem um pouco a nossa história e olharem com outros olhos — diz a estudante Luana Costa.

A cada dois meses, acontece o Samba Ancestral, onde os integrantes contextualizam para o público a história do surgimento do ritmo. A próxima edição está programada para o dia 14 de julho.

Empoderamento e Sustentabilidade

O quilombo também busca despertar o talento das mulheres do local, incentivando-as a transformar seus saberes em fonte de renda. Além dos visitantes habituais, o Quilombo de Bongaba recebe alunos das escolas públicas da região. Não é o único da cidade certificado pela Fundação Palmares; há também o Maria Conga e o Quilombo do Feital.

Culinária quilombola é a especialidade — Foto: Alexandre Cassiano
Culinária quilombola é a especialidade — Foto: Alexandre Cassiano
 

 

 
Sobremesa: arroz doce com coco — Foto: Alexandre Cassiano
Sobremesa: arroz doce com coco — Foto: Alexandre Cassiano
 

s

Comentários:
Redação .

Publicado por:

Redação .

Saiba Mais