Sua fonte de notícias

Notícias Cultura

Literatura afro-brasileira: coletânea reúne 18 histórias sobre os orixás

Livro traz as entidades religiosas como base para contos inéditos

Literatura afro-brasileira: coletânea reúne 18 histórias sobre os orixás
O escritor Nei Lopes é um dos integrantes da coletânea (foto: Jefferson Mello/Divulgação)
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Rompendo com as barreiras de outras produções literárias no país, a obra tem como um de seus principais objetivos trazer mais visibilidade a temáticas que não possuem reconhecimento. Um desses temas é a tradição das religiões de matriz africana e das entidades como os orixás.

Para Marcelo Moutinho, idealizador e organizador da coletânea, as culturas e as tradições afro-brasileiras são elementos importantes formadores do país. “A partir dos contos criados com base na mitologia das religiões de matriz africana, a ideia é tentar iluminar uma cultura de admirável força alegórica que costuma ser ignorada no Brasil, embora seja tão definidora de nossa gênese”, afirma Moutinho.

Confira os 18 autores que contribuíram com a coletânea:

Aidil Araújo Lima
Carlos Eduardo Pereira
Edimilson de Almeida Pereira
Eliana Alves Cruz
Fabiana Cozza
Geovani Martins
Giovana Madalosso
Gustavo Pacheco
Itamar Vieira Junior
Jeferson Tenório
Juliana Leite
Luisa Geisler
Marcelino Freire
Miriam Alves
Nei Lopes
Paula Gicovate
Rodrigo Santos
Socorro Acioli

A diversidade e a variedade dos autores foi um dos caminhos escolhidos por Marcelo Moutinho no momento da organização da coletânea, optando por escritores de localidades, gêneros, raças e carreiras diferentes.

Na obra, há autores que estão iniciando seus percursos nas escritas sobre religiões de matriz africana e outros que já são consolidados, com diversas obras e livros sobre o tema. É o caso do compositor, cantor, escritor e pesquisador Nei Lopes, que também integra a lista de autores escolhidos para a coletânea.

Literatura negra para todos os públicos
Outras obras com características semelhantes também foram lançadas este ano no Brasil. É o caso de “Òrun Àiyé: A criação do mundo", que narra o surgimento do universo a partir da mitologia iorubá.

No livro, dedicado ao público infantil, a autora baiana Jamile Coelho apresenta o plano espiritual Òrunonde, onde vive Olorum, o senhor de todas as coisas e seus filhos, Obatalá e Odùdùa, quem espalha a magia necessária para o surgimento da terra.

O cenário da literatura negra nacional vem sendo tema de pesquisas pelo país. Em um estudo realizado pela Universidade de Brasília (UnB) e divulgado em 2014 foi indicado que aproximadamente 90% dos romancistas nacionais e contemporâneos são brancos. Além disso, quase 70% são homens e aproximadamente 50% são residentes em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro.

FONTE/CRÉDITOS: Thiago Rodrigues
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )