Áfricas - Sua fonte de notícias da comunidade negra

Quintal da Xika comemora cinco anos com homenagem ao mestre Cartola

Cultura

Quintal da Xika comemora cinco anos com homenagem ao mestre Cartola

Festa será neste domingo, 17, faz parte do Projeto “Quintal da Xika – Música e cultura preta em movimento”

IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

 Uma das rodas de samba mais conhecidas da Zona Leste, o Quintal da Xika está completando cinco anos de formação e para comemorar está promovendo na sede do grupo, no bairro de Itaquera, uma série de eventos que faz parte do projeto “Quintal da Xica – Música e cultura preta em movimento”. A ideia é levar ao público que lota os encontros realizados nos fundos da casa da Rua Córrego do Jacu, 141, em Itaquera, uma experiência que celebre também os grandes nomes que marcam a história do samba.

No próximo domingo, dia 17, a partir das 12 h, será a vez de celebrar a obra do mestre Cartola, o terceiro homenageado, entre as grandes estrelas que foram escolhidas para a realização das comemorações. A programação terá DJ Nego Jotah, Feira Afro-gastronômica, Cia. de Arte e Dança Oju Orun e Roda de Conversa. O show em homenagem à Cartola está previsto para às 17 horas, com gravação ao vivo, para o canal do Youtube do grupo.

O projeto Quintal da Xica – Música e cultura preta em movimento teve início  no dia 19 de junho, celebrando Pixinguinha e encerrará no dia 21 de agosto dando espaço para sucessos das divas Beth Carvalho e Elizete Cardoso.

O Quintal da Xika foi fundado por Vitão Ferreira, 38 anos, para eternizar as lembranças de infância e da casa que sempre recebeu o povo do samba, com muita comida e festa no quintal. “No meu aniversário quis juntar tudo isso e prestar uma homenagem a minha mãe Dona Kátia e meu pai Ronald Elias Balvett - o Xixa”, explicou Vitão. Foi assim que também surgiu o nome do grupo: Quintal da Xika!

 

A escolha dos homenageados também tem a ver com a memória afetiva de Vitão, em especial de Cartola. “Eu amo cartola, suas canções. No início do Quintal fazíamos muitas homenagens, para este mês em especial, Cartola que sou fã e lembro do meu avô Mirão, pai da minha mãe que era músico da Banda Carinhoso. Além de ser um compositor de grande relevância para o Samba, por isso pensamos em resgatar e dar visibilidade às suas obras”, disse Vitor.  

O repertório terá os principais sucessos do mestre: “As rosas não falam”, “O mundo é um moinho”, “O sol nascerá”, “Amor proibido”, “Tive sim”, “Alvorada”, entre outros. “A gente acredita que é importante levar essas referências para o pessoal que vai assistir ao show da gente. O Brasil tem uma história musical maravilhosa e nós precisamos nos orgulhar dela e zelar para que ela não acabe”, concluiu. Seu Agenor de Oliveira foi o maior sambista da História do Brasil, conhecido como Cartola morreu em 1980, mas nunca saiu das rodas de samba.

Quintal da Xika

Hoje o Quintal da Xika é formado por dez músicos que unem suas experiências e influências musicais para dar identidade própria às rodas de samba. A percussão é marcada por atabaques e pegadas ancestrais, que se integra à sutileza de um violão sete cordas. O repertório reverencia nomes como Candeia, João Nogueira, Mussum, Jovelina Perola Negra, Yvone Lara, Marçal, Luiz Carlos da Vila, Almir Guineto, Geraldo Filme, Fundo de Quintal, Jorge Aragão, Quinteto Branco e Preto, Roberto Ribeiro, Zeca Pagodinho e Reinaldo entre outros.

Nos últimos cinco anos o Quintal da Xika tem se tornado referência por onde se apresenta, recebendo o carinho do público por onde passa. Já se apresentaram: no Vila do Samba, Cruz da Esperança, Bar SAMBA, Bar Templo, Traço de União, Baixada Santista estiveram  também no Cacique de Ramos. Império Serrano, Bar do Zeca, Beco do Rato, Renascença. Já estiveram com a Velha guarda do Camisa Verde e Branco, Dudu Nobre, Fundo de Quintal, Toninho Geraes, Xande de Pilares.

Nas plataformas digitais do Brasil e na África, em Angola e Moçambique, em 2019, o Quintal da Xika lançou a música/clipe de trabalho Intitulada “Xika que te quero Xika”, composição de Thiago de Xangô e Leo Lopes. O lançamento do documentário “Um dia de Quintal”, escrito e roteirizado por Vitão Ferreira, filho de Dona Kátia e idealizador do Quintal da Xika ajudaram a levar o nome do local aos mais renomados ambientes do samba.

Serviço:

Cartola  - Projeto “Quintal da Xika- Música e cultura preta em movimento”

Dia 17/07/2022

Hora: 12h

Ingressos: GRÁTIS – Ordem de chegada

Lotação: 1.500 pessoas

 

O projeto “Quintal da Xika- música e cultura preta em movimento”, compõe o edital de apoio a Projetos Artísticos Culturais Descentralizados de Múltiplas Linguagens.

FONTE/CRÉDITOS: Texto: Claudia Alexandre
FONTE/CRÉDITOS (IMAGEM DE CAPA): Divulgação
Comentários:

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )