Sua fonte de notícias

Segunda, 29 de novembro de 2021
MENU

Cultura

Sesc recebe exposição sobre a artista Raquel Trindade, de Embu das Artes

A mostra se estabelece em torno da influência social e cultural de Raquel Trindade.

121
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O Sesc 24 de Maio apresenta a Ocupação Olhares Inspirados: Raquel Trindade, Rainha Kambinda, de Embu das Artes, entre os meses de outubro e dezembro de 2021. A mostra se estabelece em torno da influência social e cultural de Raquel Trindade (1936-2018), a partir de sua trajetória de vida e obra, os quais são tomados como elementos disparadores para novas criações artísticas. Com curadoria de Renata Felinto e Núcleo de Artes Visuais da unidade.

O núcleo central da ocupação homenageia a Rainha Kambinda (como era conhecida Raquel), com articulações sobre sua trajetória e legado artístico. Esse espaço conta com pesquisa da curadora, artista, educadora, doutora em Artes Visuais e professora Renata Felinto, trazendo, além de obras, objetos pessoais da griot – guardiã de saberes ancestrais africanos – e multiartista, que se estabeleceu em Embu das Artes, região metropolitana de São Paulo, dedicando-se ao universo artístico afro-brasileiro até o ano de sua morte, em 2018.

Os outros núcleos da ocupação serão compostos por obras inéditas de dez artistas negras e afro-indígenas da cidade de São Paulo que reinterpretam, a partir de diferentes linguagens, aspectos presentes na vida e obra de Raquel Trindade, que foi também educadora, escritora, coreógrafa e artista plástica, fundadora da Nação Kambinda de Maracatu e mantenedora do Teatro Popular Solano Trindade (Embu das Artes-SP).

Neste contexto, atividades em ambiente virtual, como o Xirê Cultural e websérie sobre a vida e obra da artista homenageada, antecipam a abertura da Ocupação nas plataformas e redes sociais do Sesc 24 de Maio, a partir do dia 6 de outubro, e seguem até o final da mostra.

Em iorubá – língua africana – a palavra xirê corresponde à roda e, sendo assim, emprestamos o termo para essa série de rodas de conversas virtuais, com mediação de Vitor da Trindade e Elis Trindade, filho e nora, herdeiros do legado de Raquel, ativistas sociais e defensores da cultura afro-brasileira.

Confira a programação virtual de outubro/2021

Xirê Cultural – Rodas de conversas

Espaços independentes de arte e cultura na periferia – com Tia Nice e Suzi Soares
Tia Nice (Cleunice Maria de Paula) – conduz a cozinha criativa e a casa Agência Solano Trindade, fornecendo comida com base em alimentos orgânicos.
Suzi Soares (Suzi de Aguiar Soares) – é produtora cultural, professora e cocriadora do Sarau do Binho e de ações culturais relacionadas ao Sarau, como a caminhada cultural pela América Latina, chamada Donde Miras; um sebo Brechoteca; a Bicicloteca, uma biblioteca itinerante que distribui livros nos bairros periféricos; o projeto Postesía dentre outros.
21/10, quinta, das 19h às 20h30. No Youtube e Facebook do Sesc 24 de Maio.

Economia Criativa e protagonismo das mulheres negras – com Adriana Barbosa e Jaqueline Fernandes
Adriana Barbosa – é formada em Gestão de eventos e pós-graduada em Gestão de Projetos Culturais, atua como CEO Instituto Feira Preta, maior feira de cultura negra da América Latina, projeto pelo qual foi inúmeras vezes premiada nacional e internacionalmente.
Jaqueline Fernandes (Jaqueline Fernandes de Souza Silva) – é jornalista, educadora popular, gestora e produtora cultural. Estilista, especialista em comunicação estratégica, em Gestão de Políticas Públicas em Gênero e Raça e em Estudos Afro-latinos-Americanos e Caribenhos. Idealizadora, curadora e coordenadora geral do Festival Latinidades – maior festival de mulheres negras da América Latina.
28/10, quinta, das 19h às 20h30. No Youtube e Facebook do Sesc 24 de Maio.

Websérie
Teatro popular Solano Trindade e Família Trindade
Em 3 episódios, a série contará histórias sobre o Maracatu de Recife, cidade natal de Raquel Trindade, além da Nação Kambinda, O Caminho do Alabê e suas influências nas periferias do sul.

Raquel Trindade (Recife, 1936 – Embu das Artes, 2018) – foi escritora, coreógrafa, artista plástica, carnavalesca, ativista contra o racismo e defensora do teatro e cultura popular afro-brasileira. Filha da coreógrafa e terapeuta Maria Margarida Trindade e do escritor Solano Trindade, estabeleceu-se com a família em Embu das Artes, na região metropolitana de SP. Em 1975 fundou o Teatro Popular Solano Trindade, tornando-se um local de referência para a cultura afro-brasileira. Conhecida como Rainha Kambinda, foi criadora da Nação Kambinda de Maracatu, oferecendo oficinas de dança e ritmos populares afro-brasileiros. Por seu reconhecimento artístico e de luta contra o racismo, entre 1987 e 1992, foi convidada a lecionar Teatro Negro e Sincretismo Religioso na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), além de ser responsável pelo curso de extensão Identidade Cultural Afro-brasileira, na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Em 2004 publica o livro Conto, Canto e Encanto com a Minha História… EMBU: de Aldeia de M’Boy a Terra das Artes. Considerada uma guardiã do conhecimento e da cultura dos povos afro-brasileiros, faleceu em 2018, aos 81 anos.
14 a 28/10, quintas, às 20h, no youtube e instagram do Sesc 24 de Maio.

Serviço:
Xirê Cultural – rodas de conversas com transmissões ao vivo
Programação Integrada da Ocupação Olhares Inspirados: Raquel Trindade, Rainha Kambinda
Data: 06 a 28/10, quartas a sextas, às 19h.
Local: youtube.com/sesc24demaiovideos e facebook.com/sesc24demaio
Classificação indicativa: livre
Gratuito

Websérie – Teatro popular Solano Trindade e Família Trindade
Data: 14 a 28/10, quintas, às 20h.
Local: youtube.com/sesc24demaiovideos e instagram.com/sesc24demaio
Classificação indicativa: livre
Gratuito

Curadoria da Ocupação: Renata Felinto e Equipe de Artes Visuais do Sesc 24 de Maio
Local: Sesc 24 de Maio – 5º andar
Período expositivo: Outubro a dezembro/2021
Funcionamento: terças a sextas, das 11h às 20h. Sábados, domingos e feriados, das 10h às 16h.
Tempo de visitação: até 60 minutos
Agendamento de visitas: consulte horários e adquira seu ingresso no portal sescsp.org.br/exposicoes ou no aplicativo Sesc SP
Classificação indicativa: livre
Gratuito

Sesc 24 de Maio – Rua 24 de Maio, 109, Centro, São Paulo. 350 metros do metrô República.

Fonte/Créditos:  DANIEL VILAÇA / GAZETA DE S. PAULO

Comentários:

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )