Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

FECONEZU – Festival Comunitário Negro Zumbi tem início nesta sexta (23)

Araraquara recebe o FECONEZU – Festival Comunitário Negro Zumbi esta semana, entre os dias 23 e 25 de novembro. Mais que uma opção de entretenimento, o Festival Comunitário Negro Zumbi é um importante espaço de troca de experiências, valorização da cultura quilombola e de talentos artísticos para formação e o empoderamento de pessoas, sobretudo de negros e negras.

A primeira edição do FECONEZU foi realizada em 1978, aqui mesmo em Araraquara. O evento, coordenado pelo GANA – Grupo de Divulgação da Arte e Cultura Negra de Araraquara, nasceu da atuação de movimentos sociais e da organização de pessoas historicamente marginalizadas que encontraram na perseverança, uma alternativa para serem reconhecidas como dignas e herdeiras legítimas de lutas e riquezas culturais subestimadas. Quarenta anos depois, Araraquara volta a sediar o festival.

Entre os objetivos do programa, estão: promover um grande encontro, de modo a compartilhar o sentimento da comunidade e fazer da auto-afirmação uma bandeira de luta contra o assédio; e celebrar o legado de conhecimentos e saberes acumulados nos últimos 40 anos, preparando o mundo e s futuras gerações para os próximos 40.

O encontro é político, autônomo e cultural, e comemora também os 42 anos de existência do JORNEGRO/FEABESP. Além de um espaço de comemoração e de reflexão, o evento também é um ambiente para recarregar energias e incentivar a ação de cada participante em sua cidade. São esperadas aproximadamente 400 pessoas.

“É importante destacar que o Festival é fruto de uma organização chamada FEABESP (Federação de Entidades Afrobrasileiras do Estado de São Paulo) que desde 1976 já pensava como seria realizar esse primeiro encontro de 78. Além disto, é de 76 também o JORNEGRO, um jornal produzido pelo próprio movimento que tinha o intuito de informar seus leitores sobre os movimentos e as organizações negras, tudo aquilo que a imprensa da época não valorizava”, aponta Moslim Paulino e Gonçalves, da coordenação do Feconezu Organização Quilombola.

A programação completa do encontro conta com grupos de discussão sobre saúde da mulher, território e territorialidade, alimentação, entre outros, e pode ser conferida na página do Facebook.

“O FECONEZU traz como marca fazer política sempre de forma coletiva e comunitária, por isso nosso principal slogan é que ‘O melhor do FECONEZU é sua gente!’”, lembra Moslim.

Grupos de Araraquara, São Carlos, Ribeirão Preto, Tatuí, Campinas e São Paulo já estão confirmados para o evento. Na comissão organizadora do evento estão: ACAAAR (Associação dos Afrodescendentes e Amigos de Araraquara e Região), CEPPIR (Coordenadoria Executiva de Políticas de Promoção da Igualdade Racial), COMCEDIR (Conselho Municipal de Combate à Discriminação), Akoma Grupo de Estudos, Grupo de Capoeira Pau Brasil, Coletivos do Feconezu (Campinas e Pedreira), Cursinho Herbert fr Souza (Campinas), Cabesativa Seletores, Galpão estofados, Axé Ilê de Iansã, Coletivo Mãe África, centro de Referência Afro Mestre Jorge, Coletivo Cadê Tereza, Cozinha Só Alegria.

Ainda, o festival recebe o apoio: Prefeitura Municipal de Araraquara, Associação do Amigos do Feconezu, Confederação dos Agricultores Familiares e Feconezu Organização Quilombola.

Vale destacar que a maior parte dos eventos do festival será realizada no Gigantão (na programação abaixo, estão sinalizados os eventos que acontecem em outros locais). A programação é gratuita. Mais informações: www.facebook.com/fenocozu.

Programação:

Local: Gigantão (salvo exceções sinalizadas)

  • Sexta (23/11)

19h: Solenidade de abertura – Local: Câmara Municipal de Araraquara

22 às 24h: Recepção – Local: ACAAAAR (Associação Cultural dos Afrodescendentes e Amigos de Araraquara e Região)

  • Sábado (24/11)

7h30 às 8h30: café da manhã

8h30 às 12h: recreação infantil – Local: Praça do Daae

8h30 às 10h30: mesa de abertura “A memória do FECONEZU – 40 anos”

10h30 às 12h: Oficinas Culturais

12 às 13h30: almoço

13h30 às 17h30: grupos de discussão

14 às 17h30: recreação infantil

14 às 16h: Encontro de Capoeiras

17h30 às 19h: conversa da Juventude FECON

18h30 às 20h: jantar

22h às 2h: Baile do FECONEZU

  • Domingo (25/11)

7h30 às 8h30: café da manhã

9h: homenagem “O melhor do FECONEZU é sua gente”

10h30: Quilombão – reunião geral

12 às 13h30: almoço

14 às 16h: Sarau Artístico-cultural (despedida)

Programação gratuita

Deixe seu comentário: