Áfricas - A NOSSA agência de noticia preta

Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

Cultura Preta

Lélia Gonzalez: 30 Anos de Legado Antirracista em Exposição e Livro

Ricardo Martins
Por Ricardo Martins
/ 307 acessos
Lélia Gonzalez: 30 Anos de Legado Antirracista em Exposição e Livro
© Rafael Oliveira Direitos Humanos
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

BAIXE agora o APP Áfricas  [ CLIQUE  AQUI ]
Siga nosso NOVO CANAL no WhatsApp 
Siga-nos no Instagram

Exposição e Livro Celebram 30 Anos da Morte de Lélia Gonzalez

Intelectual é importante expoente do pensamento antirracista do Brasil

A partir da próxima quarta-feira (26), o Sesc Vila Mariana, localizado na zona sul de São Paulo, será o palco da exposição "Lélia em nós: festas populares e amefricanidade". A mostra celebra os 30 anos da morte de Lélia Gonzalez, uma das principais figuras do pensamento antirracista brasileiro. Lélia é reconhecida por desenvolver conceitos como “Améfrica” e “pretuguês”, que destacam a influência das culturas africanas nas sociedades latino-americanas.

Obras de Artistas em Diálogo com o Pensamento de Lélia Gonzalez

A exposição apresenta uma variedade de trabalhos artísticos que dialogam com as ideias de Lélia. Fotografias de Walter Firmo e Januário Garcia, que trabalharam ao lado de Lélia no Movimento Negro Unificado (MNU) e no Instituto de Pesquisas das Culturas Negras (IPCN), estão entre as peças expostas. Obras de artistas como Heitor dos Prazeres, Eneida Sanches, Lidia Lisboa e Rafael Galante também integram a mostra, utilizando diversas linguagens como pintura, instalação e performance.

Relançamento do Livro Festas Populares no Brasil

Paralelamente à exposição, ocorrerá o relançamento do livro "Festas Populares no Brasil". Esta obra, que inspirou a exposição, foi originalmente publicada em 1987 com uma tiragem limitada de 3 mil exemplares e nunca comercializada oficialmente. A nova edição, lançada pela Editora Boitempo, inclui textos inéditos, prólogo da cantora Leci Brandão, posfácio da escritora Leda Maria Martins, e contribuições da filósofa Sueli Carneiro, da militante Angela Davis e da atriz Zezé Motta.

Publicidade

Leia Também:

Festas Populares: Um Enfoque Político

Segundo Glaucea Britto, curadora da exposição, Lélia via nas festas populares um importante componente político. “Temos uma forte tradição cultural em manter as festas populares, que carregam muito da nossa matriz africana. Estas celebrações são estratégias de resistência, preservando um legado cultural historicamente negado”, afirma Glaucea, que também é curadora do Museu de Arte de São Paulo (Masp). As festividades pesquisadas por Lélia incluem o Círio de Nazaré, as congadas, as cavalhadas, o bumba-meu-boi, o maracatu, e as celebrações das irmandades como a Boa Morte e o Rosário dos Homens Pretos.

Intelectual da Prática

Lélia Gonzalez não apenas teorizava sobre cultura, mas também participava ativamente dela. Ela foi membro da Escola de Samba Quilombo, fundada por Antonio Candeia Filho, no Rio de Janeiro, em 1975. Raquel Barreto, curadora-chefe do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, destaca que Lélia era uma “intelectual da praxis”, participando de discussões intelectuais no Parque Lage, um importante ponto de encontro para a arte, política e cultura no Rio.

Livro Festas Populares no Brasil: Um Tesouro Redescoberto

A nova edição do livro "Festas Populares no Brasil" traz uma vasta pesquisa antropológica de Lélia sobre diversas celebrações populares brasileiras. A obra, que foi inicialmente encomendada como uma lembrança de fim de ano por uma empresa multinacional, agora está acessível ao público geral. As fotografias que acompanham o livro são de Leila Jinkings, Marcel Gautherot, Maureen Bisilliat, Januário Garcia e Walter Firmo, enriquecendo ainda mais o conteúdo.

Celebrando o Legado de Lélia Gonzalez

A exposição e o relançamento do livro são formas de celebrar e perpetuar o legado de Lélia Gonzalez, uma figura central no movimento antirracista brasileiro. A mostra "Lélia em nós" e o livro "Festas Populares no Brasil" destacam a importância de sua contribuição para a cultura e a luta pela igualdade racial no Brasil.

 

📲 Não perca nenhum detalhe! Baixe o APP Áfricas e acompanhe todas as novidades sobre Lélia Gonzalez e muito mais. BAIXE O APP

Festas e política

São Paulo. 21/06/2024 Intelectual Lélia Gonzalez é lembrada com exposição e livro em SP.  Foto Rafael Oliveira
São Paulo. 21/06/2024 Intelectual Lélia Gonzalez é lembrada com exposição e livro em SP. Foto Rafael Oliveira - Foto Rafael Oliveira

Livro

São Paulo. 21/06/2024 Intelectual Lélia Gonzalez é lembrada com exposição e livro em SP.  Foto Rafael Oliveira
Intelectual Lélia Gonzalez é lembrada com exposição e livro, por Foto Rafael Oliveira

 

FONTE/CRÉDITOS: Agência Brasil
Comentários:
Ricardo Martins

Publicado por:

Ricardo Martins

Jornalista

Saiba Mais