Áfricas - Sua fonte de notícias da comunidade negra

Sexta, 01 de julho de 2022

Cultura

Casé Angatu Xukuru Tupinambá lança documentário sobre origens negro-indígenas do bairro da Liberdade em SP

Em Casé Angatu na Capela dos Aflitos,o autor do livro "Nem tudo era italiano", mostra parte das rodas de conversa e caminhada pelo centro de São Paulo.

180
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando
Na próxima quarta-feira, dia 22, às 20 h, estreia com transmissão pelo Canal Alma Preta Jornalismo (Youtube), o mini doc Casé Angatu na Capela dos Aflitos (2022, 24 minutos, 1080p; legendas em português), produzido pelo historiador Casé Angatu Xukuru Tupinambá em parceria com a União dos Amigos da Capela dos Aflitos e Esquisito Filmes. O enredo tem como tema o debate atual sobre o apagamento da história e de registros sobre territórios indígenas e negros nas narrativas sobre a formação da capital paulista.  
Após a exibição do filme Casé participa de uma roda de conversa virtual que terá como tema "O Bairro Paulistano da Liberdade: Lugar de Memória Negro-Indígena", com mediação da jornalista e pesquisadora de tradições afro-brasileiras, Cláudia Alexandre e participação de Jaíra Potï (artista, diretora executiva do CPBrazil), Abilio Ferreira (escritor, coordenador do Instituto Tebas de Educação e Cultura) e Lúcia Juliani (arqueóloga, sócia diretora da A Lasca Arqueologia).
 
Capela dos Aflitos no Bairro da Liberdade
Capela dos Aflitos no bairro da Liberdade
MINI-DOC CASÉ ANGATU NA CAPELA DOS AFLITOS, (2022, 24 minutos, 1080p; legendas em português)
 
Sinopse: Em abril de 2022, após mais de dois anos de interrupção devido à pandemia, o historiador indígena Casé Angatu, autor do livro “Nem tudo era italiano”, voltou a realizar na cidade de São Paulo o curso de extensão Indígenas Identidades Paulistanas. O curso - a Îe’engara - consistiu em rodas de conversas presenciais com cantoria rameada, sendo finalizada em 9 de abril com uma caminhada pelo Centro de São Paulo. Na Capela dos Aflitos (bairro da Liberdade), Casé explicou porque a considera um marco da resistência indígena, negro e popular em Piratininga (São Paulo).
 
Ficha técnica: 
Direção: Alexandre Kishimoto e Casé Angatu; Câmera, edição e finalização: Alexandre Kishimoto; Som: José Antônio Alves; Depoimentos: Casé Angatu, Eliz Alves e Wesley Vieira; Produção: Eliz Alves, Wesley Vieira e José Antônio Alves; Uma produção: Casé Angatu, União dos Amigos da Capela dos Aflitos e Esquisito Filmes;
 
 
 
 
 

Fonte/Créditos: Texto: Claudia Alexandre

Créditos (Imagem de capa): Divulgação

Comentários:

Veja mais

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )