Áfricas - A NOSSA agência de noticia preta

Terça-feira, 25 de Junho de 2024

Educação

Raízes Africanas: Palavras que Marcam o Cotidiano Brasileiro

Redação .
Por Redação .
/ 107 acessos
Raízes Africanas: Palavras que Marcam o Cotidiano Brasileiro
divulgação
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

BAIXE agora o APP Áfricas  [ CLIQUE  AQUI ]
Siga nosso NOVO CANAL no WhatsApp 
Siga-nos no Instagram

 

Descubra 10 palavras de origem africana que os brasileiros usam no cotidiano

Em celebração ao Dia da Consciência Negra, a Preply reuniu e explicou a origem de alguns termos populares usados frequentemente no país.

A história do português brasileiro é composta por um mosaico de línguas herdadas das diferentes culturas que marcaram e fizeram parte da história do país, enriquecendo e expandindo o idioma falado no país. Em homenagem ao Dia da Consciência Negra, a Preply, plataforma de idiomas que conecta alunos e professores online, fez uma listagem especial e destacou alguns termos usados no dia a dia que são oriundos de dialetos africanos.

Publicidade

Leia Também:

“Essa bagagem linguística ajudou a construir a identidade brasileira, influenciando na criação e no uso de palavras relacionadas à culinária, religião, música, dança, flora e fauna diariamente. Além disso, essa miscigenação entre os continentes enriqueceu ainda mais a diversidade do Brasil, que é um país com uma língua única e vibrante”, Sylvia Johnson, Diretora de Metodologia da Preply.

Palavras e suas origens:

  • Caçamba: Origem na língua Quimbundo.
  • Dengo: Origem na língua Quicongo.
  • Banguela: Possível origem na província de Benguela em Angola.
  • Caçula: Origem na palavra "Kazuli" do Quimbundo.
  • Fubá: Origem da língua banta Quimbundo.
  • Quitute: Origem na língua Quimbundo.
  • Moleque: Originário do dialeto Quimbundo.
  • Muvuca: Origem na língua Quicongo.
  • Cochilar: Origem no termo "Koxila".
  • Ranzinza: Origem no Quicongo, palavra "Nzizi".

 

Baixe o aplicativo para mais conteúdos sobre cultura e idiomas.

FONTE/CRÉDITOS: Julia Pasquini
Comentários:
Redação .

Publicado por:

Redação .

Saiba Mais