Áfricas - A NOSSA agência de noticia preta

Segunda-feira, 15 de Julho de 2024

Mundo

Arquitetos, engenheiros e especialistas em patrimônio lançam manifesto por estação histórica de metrô no Bixiga

Washington Andrade
Por Washington Andrade
/ 122 acessos
Arquitetos, engenheiros e especialistas em patrimônio lançam manifesto por estação histórica de metrô no Bixiga
Divulgação
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

BAIXE agora o APP Áfricas  [ CLIQUE  AQUI ]
Siga nosso NOVO CANAL no WhatsApp 
Siga-nos no Instagram

Estrutura construtiva encontrada nas escavações arqueológicas. Abril de 2024.

Mais de 250 arquitetos, urbanistas, engenheiros, arqueólogos, pesquisadores e especialistas em memória e patrimônio lançam nesta quinta-feira (13/06/2024) um manifesto para que a estação de metrô em construção no Bixiga, como parte da Linha 6-Laranja, seja a primeira de caráter histórico no Brasil e incorpore ao projeto arquitetônico as estruturas construtivas encontradas na escavação arqueológica. A data marca os dois anos de nascimento da mobilização da comunidade no Bixiga pelo metrô com preservação histórica. 

Profissionais como Raquel Rolnik (arquiteta e urbanista, relatora especial do Conselho de Direitos Humanos da ONU para o Direito à Moradia Adequada de 2008 a 2014); Flávia Brito (diretora do Centro de Preservação Cultural da USP - Casa de Dona Yayá); Luiz Fernando de Almeida (ex-presidente do IPHAN e integrante do Comitê de Patrimônio Mundial da Unesco de 2008 a 2011); Ana Odila de Paiva (engenheira, ex-diretora de Planejamento de Transporte na SPTrans); Gabriela de Matos (idealizadora do Cambará Instituto de Fomento à Arquitetura Afro Brasileira e vencedora do Leão de Ouro na Bienal de Veneza); Nivaldo Andrade (ex-presidente Instituto dos Arquitetos do Brasil); Fernando Atique (pró-reitor de pesquisa da Unifesp); Gisele Brito (coordenadora do programa de Direito a Cidades Antirracistas do Instituto de Referência Negra Peregum); Raquel Schenkman (presidente do IAB-SP); Fábio Velame (diretor da FAU-UFBA), João Sette Whitaker Ferreira (diretor da FAU-USP) e Nádia Somekh (ex-presidente do CAU-BR e conselheira do IPHAN) ressaltam a importância do sítio arqueológico para a história da cidade e a preservação da memória negra no Bixiga, bairro que abrigou o Quilombo do Saracura entre o século XIX e início do século XX, onde em 1930 nasceu a escola de samba Vai-Vai.

Neste link está o manifesto e, abaixo, o texto com as assinaturas que incluem ainda o apoio de pesquisadores, professores e intelectuais como o antropólogo Kabengele Munanga, professor emérito da USP; a historiadora Cristina Wissenbach; a presidente da Sociedade de Arqueologia Brasileira, Adriana Schmidt Dias; o antropólogo Vagner Gonçalves, professor da USP; a doutora em ciência da religião Claudia Alexandre; os arqueólogos Eduardo Góes Neves, professor da USP e Rossano Bastos (ex-coordenador nacional de Arqueologia do IPHAN); o sociólogo Mário Medeiros, professor da Unicamp; e a geógrafa Simone Scifoni, professora da USP. O objetivo é que mais profissionais somem suas biografias à proposta, que a concessionária afirma implicar um custo financeiro não previsto.

Publicidade

Leia Também:

Nas escavações já foram encontrados mais de 20 mil objetos, além de duas construções apontadas como parte das primeiras fases de canalização do rio Saracura, iniciada há mais de 130 anos. Para as especialistas, a exibição dos achados na estação é "viável do ponto de vista técnico, como na história dos metrôs do mundo", e "pode e deve ser uma contribuição importante para pensarmos as infraestruturas da cidade não apenas em seu sentido funcional, mas como parte de uma política urbana para a qual a memória é presente."

Mudança de nome da estação

Na última segunda-feira (10/06) foi publicada no Diário Oficial do Estado a alteração do nome da futura estação de metrô de "14 Bis" para "14 Bis-Saracura", por decreto assinado pelo governador do estado, Tarcísio de Freitas. A mudança considera em parte  um dos pleitos do Mobiliza Saracura Vai-Vai, movimento surgido da organização da sociedade civil na defesa pela permanência e memória negra no bairro. O grupo reconhece que a inclusão de "Saracura" é vitória das pressões feitas pela comunidade, mas entende que falar de Saracura é falar de Vai-Vai, escola que continuou o legado do Quilombo, preservando esse território por décadas.

A mobilização portanto segue lutando pelo nome "Saracura/Vai-Vai" como parte do processo de reparação também pelos danos da atualidade - perda da quadra histórica e da articulação socioeconômica e cultural que isso significa; pela garantia de um novo espaço para a agremiação no território; pela preservação dos achados arqueológicos, como coloca o manifesto; e por políticas de permanência contra a expulsão da população negra do bairro, pelas quais o Governo do Estado e a Prefeitura são responsáveis, inclusive pela lei 17.795/2023 (do Plano Diretor), vitória da mobilização. Os especialistas que subscrevem o manifesto também advogam essa demanda. E abaixo-assinados promovidos pela mobilização já reúnem mais de 15 mil assinaturas concordando com o pleito.

Sobre o Mobiliza Saracura Vai-Vai

Desde junho de 2022 o Mobiliza Saracura Vai-Vai - grupo formado por moradores do Bixiga, sambistas, pesquisadores, ativistas, lideranças religiosas - vem se reunindo para discutir o impacto da obra da Linha 6-Laranja do metrô no local da quadra da escola de samba Vai-Vai, diante dos achados arqueológicos do Quilombo do Saracura e das implicações que a chegada do modal já vem causando na história e presença negra no bairro, a exemplo da saída da agremiação do Bixiga, ensaiando provisoriamente na Sé. A luta do coletivo não é contra o metrô, mas para que a obra não apague a memória e a presença negra do bairro. 

Mais informações: estacaosaracuravaivai@gmail.com 

Manifesto pela Estação Histórica de Metrô Saracura Vai-Vai

Ao Ministério de Estado da Cultura,

À Presidência do IPHAN,

À Superintendência Estadual do IPHAN/SP,

Ao Governo do Estado de São Paulo,

À concessionária Linha Uni/Acciona,

À 4ª Câmara - Meio Ambiente e Patrimônio Cultural do Ministério Público Federal

A obra da Linha Laranja de metrô atinge um dos territórios negros mais importantes da história da cidade de São Paulo – o Vale do Saracura, na região da Bela Vista, também conhecida como Bixiga. Desde o século XIX, quando ali se instalaram em um quilombo, a região é lugar de uma rede de instituições e organizações negras religiosas, culturais, sociais e políticas. Os grupos sociais do território são agentes estruturantes na luta pela preservação da memória negra do Bixiga.  

Graças às pressões desses grupos sociais, a arqueologia realizada durante as escavações das obras de metrô – parte das exigências legais para o licenciamento – foi ampliada. O que resultou em achados importantes, com a identificação de diversos vestígios materiais das práticas sociais e religiosas deste território negro. Recentemente, durante as escavações foram encontradas estruturas que testemunharam os primeiros trabalhos de canalização dos rios Saracura e Saracura Açu. Tais bens móveis e imóveis, são suportes de memória, objetos e construções de significado cultural não só para o Bixiga, mas para a cidade de São Paulo, e merecem apropriação social e visibilidade, no local em que foram encontrados. 

Para salvaguardar a identidade cultural e o significado histórico do lugar, é fundamental que a estação de metrô respeite tais achados e contemple a permanência dos bens culturais encontrados, com sua exposição pública, naquele lugar. A comunidade e movimentos sociais organizados em torno da memória negra do Bixiga valorizam os achados como parte de sua identidade e história ancestral. E o projeto da estação deve incorporar estes registros, tanto do ponto de vista material, como também em sua toponímia. Solicitamos que a Estação seja nomeada, respeitando a história ancestral deste lugar, como Estação Saracura Vai-Vai, e que os materiais sejam de divulgação pública. 

Esta demanda é viável do ponto de vista técnico, como na história dos metrôs do mundo. Em várias cidades de diversos países, estações de metrô incorporaram achados em locais de referência cultural, espaços de visitação, apropriação social e preservação da história. Por exemplo, na cidade do Porto, a estação Campo 24 de Agosto incorpora as ruínas da Arca das Mijavelhas, um antigo reservatório de águas construído no século XVI. Este é apenas um dos vários exemplos que temos.

Em outras situações, mesmo em São Paulo já houve adequações de projeto de estações. Durante a construção, a Linha Azul do Metrô, prevista para derrubar o Colégio Caetano de Campos, foi desviada para sua preservação. Por força da comunidade escolar, que se mobilizou contra a demolição, o projeto da linha foi revisto, garantindo a fruição às gerações futuras deste imóvel de significado social.

Nós, arquitetos, urbanistas, engenheiros de transporte e especialistas em patrimônio cultural, acreditamos que isso pode e deve ser uma contribuição importante para pensarmos as infraestruturas da cidade não apenas em seu sentido funcional, mas como parte de uma política urbana para a qual a memória é presente. 

____________

Flávia Brito - Arquiteta e urbanista, docente da FAUUSP, diretora do Centro de Preservação Cultural da USP - Casa de Dona Yayá, conselheira do IPHAN e ex-conselheira do Condephaat e Conpresp.

Luiz Fernando de Almeida - arquiteto e urbanista, ex-presidente do IPHAN e ex-integrante do Comitê de Patrimônio Mundial da Unesco.

Raquel Rolnik - arquiteta e urbanista, docente da FAUUSP,diretora de Planejamento da Cidade de São Paulo (1989-1992), relatora especial do Conselho de Direitos Humanos da ONU para o Direito à Moradia Adequada (2008-2011, 2011-2014) e secretária nacional de Programas Urbanos do Ministério das Cidades (2003-2007).

Subscrevem o manifesto até 13/06/2024:

ARQUITETOS/AS E URBANISTAS

Akemi Ino - docente no IAUUSP

Alexandre Arthur Silveira

Amaro Sérgio Marques - Grupo Baobá de Pesquisa/PUC-Rio

Ana Beatriz Pahor Pereira da Costa

Ana Castro - docente na FAUUSP, vice-diretora do Centro MariAntonia da USP

Ana Luísa Silva Figueiredo - arquiteta e urbanista (DAU-UFV), mestra e doutoranda em Arquitetura e Urbanismo (IAU-USP), docente no UNIFAFIBE

Ana Luiza Nobre - docente na PUC-Rio

Ana Paula Polizzo - docente na FAU-UFRJ

Anderson Silva - discente na FAUUSP, servidor público em provimento de comissão na Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Urbano da Prefeitura de Diadema

Angélica Benatti Alvim - professora titular na FAU-Mackenzie, da qual é ex-diretora (2016-2023), e ex-presidente da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo – ANPARQ (2015-2016)

Anna Beatriz Ayroza Galvão - docente na Escola da Cidade, ex-superintendente do IPHAN-SP e ex-conselheira do CONDEPHAAT e do CONPRESP, pós-doutoranda na Unifesp 

Arnaldo Silveira Machado

Célio B

ermann - docente no IEE-USP, coordenador do Grupo de Pesquisa em Governança Energética. 

Claudete Gebara J. Callegaro

Cláudia da Conceição Garcia - docente na UnB. 

Claudio Lima Carlos - Arquiteto/UFRRJ

Cristiane Gonçalves - docente na FAU-Mackenzie

David Sperling - professor associado no IAUUSP e IEA-USP

Daniel Alves da Silva Lavinas - mestrando do DAU/PUC-Rio 

*Debora de Oliveira Santos* -  Arquiteta e urbanista

Denise Antonucci - professora e pesquisadora

Dinalva Derenzo Roldan

Eduardo Augusto Costa - docente na FAUUSP

Elane Lopes Silva

Eneida Heck

Estela Álvarez Alves 

Eulalia Portela Negrelos - docente e pesquisadora no IAUUSP

Fábio Macêdo Velame - Professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFBA, Diretor da FAUFBA (2024-2028), Pesquisador do Centro de Estudos Afro-Orientais CEAO UFBA, Coordenador Nacional da Área de Arquitetura e Urbanismo da Associação Brasileira de Pesquisadores Negros ABPN

Fernanda Militelli - docente na UNIP e pesquisadora

Fernanda Maria Oliveira Araujo

Fernando Atique - docente e pró-reitor de pós-graduação e pesquisa na UNIFESP, membro do ICOMOS, ex-conselheiro do CONDEPHAAT

Fernando Botton - LabJuta UFABC e Fio assessoria técnica

Fernando Túlio Salva Rocha Franco - docente na ETH Zurique, ex-presidente do IAB-SP

Flávia Brito - diretora do Centro de Preservação Cultural da USP - Casa de Dona Yayá, conselheira do IPHAN e ex-conselheira do CONDEPHAAT e do CONPRESP

Flávia Santos Santana - mestranda em planejamento urbano e regional na FAUUSP

Francine Ribeiro de Moura - diretora adjunta de cultura do IAB-SP

Francisco Giannattasio Neto - docente na UFSC, ex-presidente do IAB-SC e conselheiro fundador da Coopertaeis (Cooperativa de Trabalho dos Trabalhadores da Construção Civil das Áreas de Especial Interesse Social do Brasil)

Gabriela de Matos - diretora do Cambará Instituto de Fomento à Arquitetura Afro brasileira, curadora do Pavilhão do Brasil em Veneza

Gabriela Mem de Barboza - Arquiteta e urbanista, mestre em Ciências Aplicadas

Gabriela Sad, arquiteta

Gisele Brito - mestra e doutoranda em Urbanismo pela FAUUSP, coordenadora de direito a cidades antirracistas do Instituto de Referência Negra Peregum

Giselle Beiguelman - docente na FAUUSP. Coordenou o projeto demonumenta (2020-2022), membro da Comissão de Gestão de Obras e Monumentos Artísticos em Espaços Públicos (2015-2024)

Glessio Cagnoni 

Henry Fucasse - Arquiteto

Inês Lucchesi de Carvalho - mestranda em Planejamento e Gestão do Território, titular do Conselho Participativo Municipal da Subprefeitura da Sé

Ivana Augusto Martins

Ivo Barreto - corpo técnico do IPHAN, ex-superintendente do IPHAN-RJ, coordenador do curso de Arquitetura e Urbanismo da UNESA 

Ivo Giroto - docente na FAUUSP, coordenador executivo DOCOMOMO SP

Janine Nemeh - docente

Joana Mello - docente na FAUUSP, vice-diretora do CPC USP

João Marcos de Almeida Lopes - docente e diretor do IAUUSP/campus de São Carlos, pró-reitor adjunto de Cultura da USP entre 2014 e 2016, co-fundador e associado da USINA - Centro de Trabalhos para o Ambiente Habitado (1990)

João Sette Whitaker Ferreira - docente e diretor da FAUUSP

José Eduardo Baravelli - docente na FAUUSP

José Henrique de Sousa

José Lira - professor titular da FAUUSP e diretor do Centro MariAntonia da USP 

José Rollemberg de Mello Filho - Arquiteto e mestre pela FAU USP, professor universitário

Juliana do Amaral Costa Lima

Juliana Saft - doutora em arquitetura pela FAUUSP, professora no IFSP, membra NEPIM

Juliana Silva Pavan* - Arquiteta e urbanista, professora adjunta da FAU/UFRJ

*Jurema Alves de Oliveira* - arquiteta e urbanista

*Kaísa Isabel da Silva Santos* - vice-presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil (IABsp) 

*Karina Barreto* - Arquiteta e urbanista 

*Karina Silva de Souza* - Arquiteta e urbanista, mestranda na FAUUSP

*Laís Santos* - Arquiteta no Studio MK27

*Larissa Silva-Dias* - arquiteta e urbanista, mestranda FAUUSP

*Leila Regina Diegoli* - arquiteta e urbanista do DPH-SP 

*Leonardo Castriota* - arquiteto e urbanista, professor titular da UFMG, diretor de patrimônio de Belo Horizonte (1993-1994), presidente do Icomos Brasil (2015-2021), membro do Conselho Consultivo do IPHAN e atual vice-presidente do ICOMOS Internacional

*Lia Motta* - arquiteta urbanista, servidora do Iphan

*Lucas Chiconi Balteiro* - arquiteto e urbanista, mestrando na FAUUSP, membro do ICOMOS Jovens Profissionais, Diretor de Ação Regional Adjunto IAB-SP, Coordenador do Núcleo de Valorização do Patrimônio do Departamento do Patrimônio Histórico de São Paulo (2020-2021), responsável pelo pedido de tombamento do Conjunto de Vilas Operárias Migliari (Conpresp)

*Luciana Alem Gennari* - arquiteta e urbanista, professora da Faculdade de Engenharia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (ENG-UERJ)

*Lucio Gomes Machado* - professor aposentado FAUUSP, ex-conselheiro Conpresp e Condephaat

*Luiz Guilherme Rivera de Castro* - arquiteto e urbanista, professor

*Magaly Marques Pulhez* - arquiteta e urbanista, professora do Instituto das Cidades, da Unifesp, pesquisadora associada do Centro de Estudos da Metrópole (CEM) e co-coordenadora do grupo de estudos Transborda - Estudos da Urbanização Crítica (CNPq/Unifesp)

*Maisa Fonseca de Almeida* - pós-doutoranda pelo Instituto de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (IAU-USP), coordenadora executiva do Núcleo Docomomo SP, representante IAB e ICOMOS nos Conselhos Municipais de Patrimônio COMDEPHAASC e COMPPHARA

*Margaret Lica Chokyu* - Arquiteta e Urbanista, Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Projeto e Patrimônio / UFRJ

*Maria Cristina Schicchi* - arquiteta e urbanista, professora titular da Puc-Campinas, membro do ICOMOS Brasil, da Association of Critical Heritage Studies, da Associação Ibero-Americana de História Urbana e líder do grupo de pesquisa Patrimônio, Políticas de Preservação e Gestão Territorial 

*Maria Isabel Villac* - professora adjunta da FAU Mackenzie

*Maria Júlia Santos* - vice-diretora (2010/2017) da FAU-UFRJ

*Mariana Cavalcanti Pessoa* - arquiteta, doutoranda na FAUUSP e professora no UNASP-SP

*Mariana Kimie da Silva Nito* - doutora em Arquitetura e Urbanismo pela FAUUSP, mestre em Preservação do Patrimônio Cultural pelo IPHAN, membra do Conselho gestor da Rede Paulista de Educação Patrimonial (Repep) e do ICOMOS Brasil

*Mariana M Ruzante* - Arquiteta

*Mariana Simas Magalhães* - Arquiteta, studio mk27

*Mayara de Oliveira Peres Gonçalves* - arquiteta e urbanista 

*Michel Zalis* - arquiteto e urbanista, pesquisador e professor assistente (CUE, Instituto de Arquitetura da TU Berlin)

*Minoru Naruto* - arquiteto e urbanista, professor aposentado da FAUUSP, ex-integrante da Comissão de Carnaval do GRCSES Vai-Vai

*Miriam Rodrigues* - Arquiteta Urbanista

*Mônica Bahia Schlee* - professora colaboradora do Mestrado profissional em Projeto e Patrimônio da FAU/UFRJ, secretária executiva do ICOMOS e conselheira nacional do IAB

*Mônica Junqueira de Camargo* - professora na FAUUSP, secretaria geral Docomomo-sp

*Mylene Goudet* - professora no curso de  arquitetura e urbanismo da Universidade Paulista

*Nabil Bonduki* - arquiteto, professor da FAUUSP, ex-vereador e ex-secretário de Cultura da cidade de São Paulo 

*Nadia Somekh* - arquiteta, conselheira do IPHAN, ex-presidente CAU-BR, ex-diretora do DPH SP 

*Natália Miranda Vieira-de-Araújo* - arquiteta e urbanista, coordenadora do Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Urbano da UFPE e do Núcleo Pernambuco do Icomos Brasil 

*Newton Massafumi Yamato* - arquiteto e urbanista, professor da Escola da Cidade

*Nicolas Rezi Dobarro* - Estudante de arquitetura e urbanismo pela PUC Campinas

*Niuxa Dias Drago* - arquiteta e urbanista, professora PROARQ/FAU/UFRJ

*Nivaldo Andrade* - arquiteto e urbanista, professor da Universidade Federal da Bahia, ex presidente nacional do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) e membro do Conselho Consultivo do IPHAN.

*Pablo Hereñú* - arquiteto e urbanista, professor da Escola da Cidade

*Patricio del Real* - Professor da Harvard University, Departamento de História da Arte e da Arquitetura

*Paula Dedecca* - arquiteta e urbanista, professora da Escola da Cidade

*Paulo César Castral* - arquiteto e urbanista, professor e presidente da Comissão de Pesquisa no IAUUSP 

*Rafael Goffinet de Almeida* - arquiteto e urbanista, Professor (Centro Universitário Moura Lacerda) e Pesquisador Associado (NEC-IAU/USP)

*Raquel Schenkman* - arquiteta e urbanista, ex-diretora do DPH, presidente do IABsp, vice-presidente de Relações Institucionais IAB/DN

*Regiane Leao* - Arquiteta

*Regina Cunha Wilke* - FAUUSP

*Renata Campello Cabral* - arquiteta, professora do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Pernambuco e do PPG-MDU-UFPE

*Renato Cymbalista* - professor da FAUUSP e Diretor de Direitos Humanos e Políticas de Memória, Justiça e Reparação da PRIP-USP

*Ricardo Bianca de Mello* - Arquiteto e Urbanista, doutorando pela FAUUSP

*Rossella Rossetto* - arquiteta e urbanista, conselheira federal do CAU

*Sandra Soster* - arquiteta, REPEP

*Sarah Feldman* - arquiteta e urbanista, professora sênior no IAU-USP, ex-conselheira do Condephaat e Conpresp

*Sheroll Martins Silva* - arquiteta e urbanista

*Silvana Zioni* - arquiteta e urbanista, docente da Universidade Federal do ABC

*Vera Regina Tângari* - professora FAU-UFRJ

*Victor Próspero* - vice-presidente IABsp, pós-doutorando Universidade de Princeton 

*Vilma Patrícia Santana Silva* - co-fundadora do EtniCidades: Grupo Étnico Racial em Arquitetura e Urbanismo (UFBA), diretora de pesquisa e extensão no Cambará Instituto de Pesquisa e Fomento à Arquitetura Afro-brasileira

*Virgínia Pontual* - arquiteta e urbanista, docente da UFPE

*Viviane Manzione Rubio* - arquitete e urbanista, professora da FAU-Mackenzie.

ENGENHEIROS/AS E GEÓLOGOS/AS

*Abilio Nunes* - Geólogo

*Ana Odila de Paiva Souza* - engenheira civil especialista em mobilidade e transporte coletivo, Diretora de Planejamento de Transporte da SPTrans na gestão Fernando Haddad

*Anivaldo dos Anjos Filho* - engenheiro civil e advogado, especialista em Fundações de Grandes Estruturas e Obra de Terra pela UAM-RJ, com atuação em obras Metroferroviárias

*Benedito M Yamaguti* - engenheiro ferroviário 

*Diego Monteiro Gomes de Campos* - engenheiro florestal, analista na Prefeitura de São Paulo

*João Carlos Gonçalves Bibbo* - engenheiro, vice-presidente do SEESP

*José Antonio De Angelis* - engenheiro civil, CEO da De Angelis Engenharia 

*Julio Yasbek* - Hidrogeólogo e  Sócio-diretor da ADDA Consultoria

*Marcio Drumond* - engenheiro

*Mateus Humberto* - engenheiro, PhD em sistemas de transportes pela Universidade de Lisboa, professor do Depto. de Engenharia de Transporte da Escola Politécnica da USP

*Renata Barros* - Geóloga

*Sadalla Domingos* - engenheiro civil, docente na Poli-USP, ex-diretor da EMPLASA, com atuação contínua na ONG de saneamento ABES, morador e participante de empreendimentos e movimentos sociais no Bixiga/Bela Vista desde 1977 

*Silvio Larocca de Paiva Júnior* - engenheiro civil (Mackenzie), bacharel em História (PUC)

*Silvio Ribeiro* - engenheiro

*Steffano Esteves* - engenheiro civil com dupla formação em arquitetura (POLI/FAU)

*Waldercy do Carmo* - engenheiro, Grupo G. Ilari

ARQUEÓLOGOS/AS 

*Adriana Schmidt Dias* - Professora Titular do Depto. História da UFRGS, Presidente da Sociedade de Arqueologia Brasileira (SAB)

*Alejandra Saladino* - Museóloga e arqueóloga, professora da UNIRIO e Coordenadora do Curso de Museologia/turno noturno

*Alessandro Luís Lopes de Lima* - Antropólogo e Arqueólogo, Doutorando em Arqueologia no Museu Nacional-UFRJ.

*Alice de Matos Soares* - Arqueóloga, membra da Rede de Arqueologia Negra( NEGRARQUEO)

*Ana Luzia Pinheiro de Freitas* - Arqueóloga

*Andreina Gabrielle Santiago da Silva* - Graduanda em Arqueologia pela Universidade Federal do Rio Grande- FURG

*Anne Rapp Py-Daniel* - Professora/arqueóloga, Universidade Federal do Oeste do Pará

*Atália Lucas Silva da Rosa* - Estudante da Furg de arqueologia

*Bruna Cigaran da Rocha* - Doutora em Arqueologia (UCL-Reino Unido), Professora de Arqueologia e Vice-coordenadora da Pós-graduação em Antropologia e Arqueologia da Universidade Federal do Oeste do Pará, Vice-presidente da Sociedade de Arqueologia Brasileira e Conselheira do IPHAN

*Camila Azevedo de Moraes Wichers* - Arqueóloga e Museóloga; Docente da Universidade Federal de Goiás

*Camila Pereira Jácome* - Professora do Curso de Arqueologia (UFOPA)

*Camilly Nascimento* - Graduanda em Arqueologia-UFPI

*Cláudio Baptista Carle* - Coordenador do Curso de Arqueologia - UFPel

*Cristiane Nayara Jati Colares* - IDSM, Arqueóloga/Enfermeira

*Daniel Rodrigues Barbosa* - Geógrafo USP E Arqueólogo/MAE USP

*Daniela Aparecida Ferreira* - Arqueóloga

*Débora Barros Nascimento* - Graduanda em Arqueologia pela FURG.

*Deborah Soares Ribeiro* - Arqueóloga

*Diego Teixeira Mendes* - Arqueólogo, Museu Antropológico/UFG

*Eduardo Góes Neves* - Arqueólogo, Museu de Arqueologia e Etnologia, Universidade de São Paulo

*Eduardo Lira dos Santos.* -  Arqueólogo pela UFPE

*Ellen Vitória de Freitas Silva* - Aluna da Graduação de Arqueologia na Universidade Federal do Piauí

*Emily Roberta da Silva Santos* - Graduanda em Arqueologia pela Universidade Federal Oeste do Pará.

*Erivaldo Costa* - Graduando em arqueologia pela PUC Goiás/Técnico em Agropecuária pela Escola Agrotécnica Federal de Castanhal

*Fabiana Rodrigues Belem* - Arqueóloga

*Fernanda Elisa Resende* -  arqueóloga

*Fernando Ozorio de Almeida * - Professor Adjunto - Departamento de Arqueologia UERJ

*Francisco Forte Stuchi* - Arqueólogo IPHAN-MT

*Francisco Silva Noelli* - Arqueólogo, Universidade de Lisboa, doutorando em arqueologia

*Guilherme Halax, Arqueologia* - Arqueólogo, Puc Goiás

*Hudson Romário Melo de Jesus UFOPA* - Professor departamento de arqueologia

*Igor da Silva Erler* - Arqueólogo, IPHAN-ES

*Ítala Luanda Souza de Lima* - Graduanda em Arqueologia  - UFOPA, bolsista na Reserva Técnica 2 do Laboratório de Arqueologia Curt Nimuendaju 2 - UFOPA.

*Ivo Moreira* - Arqueólogo formado pela UFS

*Izolda M S Castanheira* - Estudante de Arqueologia - FURG

*Jamile Brait Ferreira* - Bacharelado em arqueologia

*José Humberto* - Graduando de arqueologia. UFOPA/AMRQARM (Associação dos Moradores Remanescentes de Quilombo Do Maicá)

*José Maria Casquero Ruiz Filho* - Arqueologo

*Julia S. Camargo* - Estudante de graduação em arqueologia. Coordenadora de Administração do Diretório Acadêmico do curso de Arqueologia. Instituto de Ciências Humanas e da Informação, Universidade Federal do Rio Grande (ICHI-FURG)

*Júlio Cesar Cruz Alves* - Arqueólogo

*Lana Guimarães* - Arqueóloga

*Liliane dos Santos Vieira* - Graduanda em Arqueologia pela FURG

*Loredana Ribeiro* - Arqueóloga, docente da UFPel e conselheira do IPHAN

*Lúcio Menezes Ferreira* - Professor do Departamento de antropologia e arqueologia da UFPel 

*Luis Felipe Freire Dantas Santos* - Instituto Afrorigens, Presidente e Arqueólogo

*Luís Symanski* - Arqueólogo, Departamento de Antropologia e Arqueologia, UFMG

*Margareth de Lourdes Souza* - Arqueóloga - Iphan GO

*Maria Bartollo* - Estudante de Arqueologia, FURG

*Maria Diva* - Graduanda em arqueologia

*Marina Neiva de Oliveira* - Arqueóloga

*Marlos Douglas Silva Rocha* - Estudante do curso de Bacharelado em Arqueologia (UFOPA)

*Marta Sara Cavallini* -  Mestre e doutoranda pelo MAE-USP

*Matheus Hamory* - Graduando em arqueologia/ Furg

*Mauricio Rocha* - Arqueólogo

*Muna Mohd Daod Sheikha* - Graduanda em arqueologia pela faculdade federal do Rio Grande -FURG

*Myrtle P. Shock* - Profa. Dra. arqueóloga e Coordenadora do Curso de Bacharelado em Arqueologia, Universidade Federal do Oeste de Pará

*Nádia Carrasco Pagnossi.* - Historiadora e arqueóloga. MAE-USP

*Natálya Pereira Pinheiro* - Doutoranda no MAE-USP

*Patrícia Marinho de Carvalho* - Arqueóloga, Terra Negra Instituto de Pesquisa, LINTT/MAE-USP, NEGRAQUEO (Rede de Arqueologia Negra, ABRAH (Associação Brasileira para a Arqueologia Histórica)

*Pedro Antônio Carvalho Teixeira* - Arqueólogo, Belo Horizonte, Minas Gerais

*Pedro Augusto Soares de Menezes* - Mestrando em Arqueologia, PPGAn/UFMG

*Rafael Barreto Ruben* -  Arqueólogo

*Rafael Bartolomucci * - Mestre Arqueólogo (USP) Perito criminal

*Rafael Guedes Milheira* - Doutor pelo MAE-USP, docente na UFPel

*Rossano Lopes Bastos* - Doutor e livre docente em arqueologia brasileira no MAE/USP,  coordenador nacional de arqueologia do IPHAN (2001-2003), ex-presidente da Sociedade Arqueologia Brasileira - SAB (2005-2007), membro da Rede de Arqueologia Negra e ex-conselheiro do CONAMA (2002), membro do grupo de pesquisa CNPq/Furg Conexões Sustentáveis

*Sabrina Mattos da Silva* - Arqueóloga, mestranda em Antropologia UFPEL

*Sarah Hissa* - Professora do programa de pós-graduação em Arqueologia e Patrimônio Cultural da UFRB

*Silvyo Bruno Guerra Correia* - Bacharel em arqueologia

*Stephanie Lima Nascimento* - Discente em Arqueologia da UFPI

*Taís Gonçalves Lubke* - Graduanda de Arqueologia na Universidade Federal do Rio Grande

*Thalys Leonardo Terra Pires* - Graduando em Arqueologia - Universidade Federal do Rio Grande, FURG

*Victor Guida de Freitas* - Doutor em Arqueologia

*Victor Lima Bacelar* - Estudante de Arqueologia da Universidade Federal do Piauí

*Vinícius Melquiades dos Santos* - Arqueólogo, Professor do Curso de Arqueologia e PPGArq-UFPI, vice diretor do Museu de Arqueologia e Paleontologia (MAP-UFPI)

*Viviana Lo Monaco* - Pesquisadora PD, MAE/USP

*Yuri Correia Cardoso* - Arqueologia - UFPI; Estudante

ESPECIALISTAS EM PATRIMÔNIO E PESQUISADORES/AS DE ÁREAS CORRELATAS

*Adriana Terra* - doutoranda em Mudança Social e Participação Política e mestra em Estudos Culturais pela EACH-USP, com pesquisas sobre memória e territorialidade em São Paulo

*Aline Montenegro Magalhães* - Museu Paulista da USP

*Antonio Gilberto Ramos Nogueira* - docente do Departamento de História da Universidade Federal do Ceará (UFC)

*Bruno Sanches Baronetti* - Doutor em História pela USP

*Claudia Alexandre* - jornalista, cientista da religião, pesquisadora de tradições e culturas afro-brasileiras, autora do livro “Orixas no Terreiro Sagrado do Samba Exu e Ogum no Candomblé da Vai-Vai”. Assessora de Comunicação do Museu Afro Brasil (2008-2011)

*Cláudia Fernanda dos Santos* - turismóloga, mestre e doutoranda em Planejamento e Gestão em Territórios pela UFABC, integrante do Coletivo Mobiliza Saracura Vai-Vai

*Cristina Wissenbach* - historiadora, professora de História da África na USP, coordenadora do Grupo de Pesquisa Ana Gertrudes de Jesus, mulher da terra. Autora de obras sobre escravos e forros na cidade de São Paulo. 

*Deborah Neves* - historiadora e especialista em patrimônio cultural, pós-doutoranda Unifesp

*Diógenes Sousa* - doutor em História (PUCSP), mestre em Urbanismo (PUC Campinas), historiador (Unifesp)

*Eduardo André Gonçalves da Silva* - historiador

*Fernanda Pitta* - doutora, professora do MAC USP, membro do CBHA

*Gabrielle Oliveira de Abreu* - diretora de Processamento Técnico, Preservação e Acesso ao Acervo do Arquivo Nacional

*Hanayrá Negreiros* - curadora independente, doutoranda em História pela PUC-SP

*Henrique Assis Monteiro* - licenciando em Geografia pelo IFSP, campus São Paulo 

*Iamara de Almeida Nepomuceno* - Doutoranda em História Social - FFLCH/USP

*Igor Santos Valvassori* - doutorando em Geografia Humana na FFLCH-USP

*Janaína de Almeida Teles* - professora, Comissão de Familiares de Mortos e Desaparecidos da Ditadura Militar

*Jelly Juliane Souza de Lima* - Aluna de doutorado no Programa de Pós-graduação em história da Universidade Federal do Maranhão.

*Júlia Andrade* - Professora de geografia UERJ Maracanã

*Kabengele Munanga* - antropólogo, professor emérito da USP 

*Leonardo Faggion Novo* - EFLCH/Unifesp

*Lorena da Cruz de Oliveira* - geógrafa em formação pela USP

*Lucas Inocencio Almeida* - técnico em Museologia e Graduando em Museologia, Museu dos Aflitos (Musa), UNAMCA, Instituto Tebas de Educação e Cultura, Rede de Memória e Museologia Social de São Paulo (ReMMus-SP), Rede de Educação Museal de São Paulo (REM-SP) e Movimento dos Aflitos

*Luiza Veras* - bacharelanda em História na PUC-SP

*Marcelo Garcia da Rocha* -  Doutorando pela Faculdade de Educação USP, mestre em Memória Social e Patrimônio Cultural pela UFPel

*Marcia Chuva* - historiadora, docente da Unirio, docente do Mestrado Profissional do Iphan e Conselheira do Iphan, representando a ANPUH

*Marcos Leitão De Almeida* - Doutor em História/Northwestern University, Professor Universidade Federal de Juiz de Fora

*Maria Emilia Barbosa* - professora de Languages and Latin American Studies no Missouri University of Science and Technology

*Maria Emília Nascimento* - historiadora e administradora e gestora de políticas públicas, ex-diretora do DPH-SP e ex-diretora do IPHAN

*Marília Belmonte Magalhães da Silva* - historiadora e sambista, pesquisadora na área de memória, oralidades e festejos populares afrodiaspóricos, com ênfase no Carnaval das escolas de samba

*Mário Augusto Medeiros da Silva* - sociólogo, professor livre-docente do Departamento de Sociologia da UNICAMP

*Martin Jayo* - professor livre-docente da EACH-USP, com atuação nas temáticas da memória coletiva e social, memória de lugares e políticas de memória

*Michel Françoso* - pesquisador sobre patrimônio urbano no Bixiga e doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da USP

*Ney Rafael Gomes Monteiro* - Geógrafo, Universidade do Oeste do Pará, Tecnico laboratório de Arqueologia

*Paulo Tácio Aires Ferreira* - pesquisador de Turismo e Patrimônio Cultural, funcionário público, membro da REPEP

*Patrícia Laczynski* - docente e pesquisadora do Instituto das Cidades (Unifesp)

*Rafael Galante* - Historiador e etnomusicólogo, doutor em História Social pela USP, pesquisador da Diáspora centro-africana no Brasil. 

*Regina Célia Soares Bortoto* - TICP Jaraguá-Perus-Anhanguera 

*Ricardo Barbosa da Silva* Geógrafo, mestre e doutor em geografia pela USP, professor do Instituto das Cidades (Unifesp) e membro do Grupo Rede Mobilidade Periferias 

*Rosseline Tavares* - antropóloga, Baixada do Glicério Viva Projeto de Educação Patrimonial e Ambiental

*Sávio Barbosa* - Mestrando do PPGHCE/UECE

*Simeia de Mello Araujo* - doutoranda em história na UESC

*Simone Scifoni* - geógrafa, professora do Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH-USP) e integrante da Rede Paulista de Educação Patrimonial (Repep)

*Solange Hiller Hertz Santos* - Memorial Esperança Garcia/SECULT-PI

*Solimar Oliveira Lima* - professor da Universidade Federal do Piauí, Membro do Núcleo de Pesquisas sobre Africanidades e Afrodescendência -IFARADÁ/UFPI 

*Sophia Siqueira Dias* - Estudante de história - UNIFESP

*Soraia Ansara* - pedagoga e psicóloga social, docente e pesquisadora do PROMUSPP - EACH/USP

*Teresinha Pereira do Nascimento Santos* - guia de turismo

*Tiaraju Pablo D’Andrea* - professor da Unifesp, membro do programa de pós-graduação em Mudança Social e Participação Política da EACH-USP, coordenador do Centro de Estudos Periféricos

*Vagner Gonçalves da Silva* - Antropólogo, docente na USP, membro de comunidade tradicional de terreiro

*Vanicléia Silva Santos* - Historiadora, Universidade da Pennsylvania

PROFISSIONAIS E PESQUISADORES/AS DE OUTRAS ÁREAS

*Abel Antonio de Oliveira* - Psicólogo formado pela USP

*Alessandro Soares da Silva* - professor da EACH-USP

*Beatriz Tamaso Mioto* - Economista, professora UFABC

*Brunna Soares Cavalcante* - Guia de Turismo

*Bruno Gomide* - professor do DLO-USP

*Gislene Gambini* - editora e livreira

*Hédio Silva Jr.* - mestre e doutor em Direito pela PUC-SP, ex-secretário de Justiça do Estado de São Paulo, fundador do JusRacial e do Idafro (Instituto de Defesa dos Direitos das Religiões Afro-brasileiras) 

*Irene Bertazini Kabengele” - psicóloga

*José Roberto Nicacio* -  Aux. Administrativo Museu de Arqueologia e Etnologia

*Karina Sousa* - doutora em comunicação e semiótica - PUC/SP

*Makely Gomes* - educadora social, membra da Associação das Prostitutas do Piauí 

*Marcio Seligmann* - professor UNICAMP 

*Maria Alexandra Borba* - advogada

*Maria Tereza Antonia Cardia* - psicóloga e educadora

*Marianna F M Monteiro* -  professora do Instituto de Artes da Unesp

*Miriam Salete Góes* - psicóloga

*Moacyr de Oliveira Filho* - diretor de Jornalismo da ABI 

*Mulumba Bertazini Kabengele* - analista de Ordenamento Territorial da Prefeitura de São Paulo

*Sílvia Cristina Mule* - psicóloga, titular do Conselho Participativo Municipal da Subprefeitura da Sé

*Vera Novais* - educadora, professora, autora

Comentários:
Washington Andrade

Publicado por:

Washington Andrade

CEO do ÁFRICAS e Jornalista

Saiba Mais