Áfricas - A NOSSA agência de noticia preta

Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

Religião

Ataque à fé: Imagens de santos são destruídas no Quilombo Sacopã

Redação .
Por Redação .
/ 93 acessos
Ataque à fé: Imagens de santos são destruídas no Quilombo Sacopã
Imagens de santo foram destruídas no quilombo Sacopã — Foto: Reprodução/ Instagram
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

BAIXE agora o APP Áfricas  [ CLIQUE  AQUI ]
Siga nosso NOVO CANAL no WhatsApp 
Siga-nos no Instagram

Ataque à fé: Imagens de santos são destruídas no Quilombo Sacopã

Um crime de intolerância religiosa chocou a comunidade do Quilombo Sacopã, na Zona Sul do Rio de Janeiro. No último fim de semana, imagens de santos foram quebradas no local, gerando revolta e indignação entre os moradores.

Segundo relatos, um indivíduo invadiu o quilombo e, com a intenção de causar dano, destruiu as imagens sacras que estavam no local. O ato gerou grande comoção na comunidade, que se uniu para repudiar a intolerância e buscar justiça.

Comunidade se mobiliza em busca de justiça

Os moradores do Quilombo Sacopã estão mobilizados em busca de identificar o responsável pelo crime e que ele seja punido. A comunidade também está realizando ações para fortalecer a fé e a cultura afro-brasileira no local.

Publicidade

Leia Também:

"Não vamos permitir que a intolerância religiosa nos intimide", afirmou um dos líderes da comunidade. "Vamos lutar para que a fé e a cultura do nosso povo sejam respeitadas." (ênfase na frase)

Luta contra a intolerância religiosa

O caso do Quilombo Sacopã é um triste lembrete da necessidade de combater a intolerância religiosa no Brasil. É importante que todos os cidadãos estejam atentos a esse tipo de crime e denunciem qualquer caso de discriminação.

A luta contra a intolerância religiosa é uma luta pela liberdade de expressão e pelo respeito à diversidade. É preciso que todos os setores da sociedade se unam para construir um país mais justo e tolerante.

 

Comentários:
Redação .

Publicado por:

Redação .

Saiba Mais